“Eu te constituí como luz das nações para levares a salvação até os confins da terra” (At 13,47)
“Eu te constituí como luz das nações para levares a salvação até os confins da terra” (At 13,47)

Dom Moacyr José Vitti, CSS - 4º Bispo Diocesano

30 de novembro de 1940 – nasceu em Piracicaba 

9 de dezembro de 1963 – fez a Profissão Solene na Congregação dos Estigmatinos 

16 de dezembro de 1967 – ordenado sacerdote 

18 de novembro de 1987 – o Papa João Paulo II nomeou-o bispo de Sita e auxiliar de Curitiba 

3 de janeiro de 1988 – foi ordenado bispo

1º. de março de 1988 – assumiu sua missão episcopal na Arquidiocese de Curitiba 

15 de maio de 2002 – o Papa João Paulo II nomeou-o bispo de Piracicaba 

5 de julho de 2002 – posse canônica em Piracicaba 

19 de maio de 2004 – nomeado arcebispo de Curitiba pelo Papa João Paulo II, continuou no governo da diocese como Administrador Apostólico 

18 de junho de 2004 – encerrou seu ministério na Diocese de Piracicaba e tomou posse como Arcebispo de Curitiba

26 de junho de 2014 – faleceu em Curitiba

Dom Moacyr José Vitti foi o quarto bispo da nossa diocese. Era bispo-auxiliar de Curitiba, quando o Papa João Paulo II nomeou-o 4º bispo diocesano de Piracicaba no dia 15 de maio de 2002. Sua posse canônica ocorreu no dia 5 de julho, em solene celebração na Igreja Matriz São Judas Tadeu, em Piracicaba.

Tendo como lema episcopal “Um só coração”, Dom Moacyr iniciou seu governo à frente da diocese visitando todas as comunidades paroquiais. E deu início a um amplo processo de renovação das estruturas diocesanas, ouvindo o clero, os religiosos e os leigos. Criou novos organismos, como a Comissão de Ordens e Ministérios, a Comissão Teológico-pastoral, a Comissão Mista dos Diáconos e Presbíteros e outros. Implantou a Pastoral dos Migrantes na diocese e definiu uma nova organização pastoral.

Criou duas paróquias e uma quase-paróquia e o Centro Vocacional “Maria, mãe das vocações”. Ordenou dois sacerdotes diocesanos e três sacerdotes religiosos. Em 6 de março de 2004, presidiu à X Assembléia Diocesana de Planejamento e, no dia 11 de junho, celebrou os 60 anos da diocese.

Nomeado Arcebispo de Curitiba em 19 de maio de 2004, Dom Moacyr continuou à frente da Diocese de Piracicaba como Administrador Apostólico até o dia 18 de junho, quando tomou posse na capital paranaense. 

Dados biográficos

Dom Moacyr nasceu em Piracicaba, no Bairro Sant’Ana, tradicional colônia de descendentes de trentinos, em 30 de novembro de 1940, tendo sido batizado em 7 de dezembro.  É  filho do casal Sophia Vitti e João Vitti Cornélio, que teve 10 filhos. Toda sua infância passou na roça e, ainda menino, ajudava a família, cortando cana e realizando outras tarefas.  Em 19 de fevereiro de 1943, foi crismado por Dom Paulo de Tarso Campos, bispo de Campinas, na primeira cerimônia de Crisma realizada no bairro.

De 1948 a 1952, cursou o primário no Grupo Escolar “Dr. Samuel de Castro Neves”, em Piracicaba, localizado entre os bairros rurais de Sant’Ana e Santa Olímpia. Em 3 de janeiro de 1953, com 12 anos, ingressou no Seminário Santa Cruz, em Rio Claro, da Congregação dos Padres Estigmatinos. Em 1955 transferiu-se para Ribeirão Preto, onde concluiu o curso ginasial e fez o colegial. Durante as férias escolares, ajudava os pais na roça.

Em 1960, em Casa Branca, fez o noviciado, ao fim do qual fez a primeira profissão religiosa no dia 9 de dezembro.  Depois, fez a Filosofia e a Teologia no Instituto Estigmatino de Campinas. Em 9 de dezembro de 1963, fez a Profissão Solene.

Foi ordenado diácono, em 12 de abril de 1967, por Dom Bernardo José Bueno de Miele, então bispo-auxiliar de Campinas. E ordenado sacerdote em 16 de dezembro de 1967,  na Capela da Santíssima Trindade, em Campinas, por Dom Hélio Paschoal, Bispo de Livramento (BA), também estigmatino. No dia seguinte, celebrou a primeira missa na igreja do Bairro Sant’Ana, onde nasceu.

De 1968 a 1970, morou no Rio de Janeiro, onde fez curso de especialização em Catequese e foi vigário-paroquial na Paróquia de Santa Edwiges. De 1971 a 1973, residiu em Campinas, designado para a equipe da Pastoral Vocacional da Província Santa Cruz (que na época abrangia as comunidades da congregação dos estados de São Paulo, Paraná,  Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás  e Bahia). Em 1973, foi eleito Conselheiro Provincial da Congregação dos Estigmatinos e continuou liberado para o trabalho vocacional até 1976.

Participou do Capítulo Geral da congregação, realizado no mês de janeiro de 1976, em Waltham (Massachussets), nos Estados Unidos, integrando o grupo de 8 representantes da Província Santa Cruz. Nesse Capítulo, foi eleito Vigário-geral da congregação (vice-superior geral), cargo que ocupou até 1982. Por isso foi morar em Roma, onde aproveitou para fazer Doutorado em Teologia na Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino (Angelicum). Sua tese de doutorado teve como tema “A vocação à santidade e as vocações concretas na Igreja à luz do Concílio Vaticano II”.

BISPO-AUXILIAR DE CURITIBA - Retornou ao Brasil em 1982 e foi eleito provincial da Província Santa Cruz. Três anos depois foi reeleito, mas não terminou o segundo mandato pois foi nomeado bispo titular de Sita e bispo-auxiliar de Curitiba em 18 de novembro de  1987 pelo Papa João Paulo II.

Foi ordenado bispo em 3 de janeiro de 1988, na Matriz de Santo Antônio, em Americana, sendo sagrante principal Dom Pedro Antônio Marchetti Fedalto, arcebispo de Curitiba (PR) e consagrantes, Dom Lucas Moreira Neves e Dom Hélio Paschoal. Em 1o. de março de 1988, assumiu sua missão episcopal na Arquidiocese de Curitiba.

Como bispo-auxiliar de Curitiba,  Dom Moacyr foi o responsável pelas paróquias da periferia da capital paranaense; foi responsável pela Catequese, Juventude e Liturgia na arquidiocese. Foi secretário do Regional Sul-2 da CNBB (que abrange todas as dioceses do estado do Paraná), onde também foi o responsável pelas Pastorais Vocacional e Universitária. Também foi responsável pelo ensino religioso no estado do Paraná.

BISPO DE PIRACICABA - Em 15 de maio de 2002, o Papa João Paulo II nomeou Dom Moacyr bispo de Piracicaba. Em 5 de julho, em solene Celebração Eucarística, na Matriz de São Judas Tadeu,  tomou posse como 4o. bispo da Diocese de Piracicaba. Permaneceu pouco tempo à frente da diocese pois, em 19 de maio de 2004, o Papa João Paulo II nomeou-o arcebispo de Curitiba. Continuou à frente da Diocese de Piracicaba como Administrador Apostólico até 18 de junho.

ARCEBISPO DE CURITIBA - Tomou posse como Arcebispo Metropolitano de Curitiba em celebração na Catedral em 18 de junho de 2004. No dia 29 de junho – festa de São Pedro e São Paulo – participou em Roma de solene celebração na Praça São Pedro, presidida pelo Papa João Paulo II, juntamente com outros arcebispos do mundo, quando recebeu do Sumo Pontífice o pálio, símbolo da autoridade arquiepiscopal (foto).

Faleceu em 26 de junho de 2014, em sua residência em Curitiba, vítima de infarto, aos 73 anos de idade. Foi velado na Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, em Curitiba, em cuja cripta se encontra sepultado.

Horário de Funcionamento

Cúria Diocesana

Segunda a Sexta das 8h às 11h30 e das 13h às 17h.

Assessoria de Comunicação

Segunda a Sexta das 13h30 às 17h30 Diocese de Piracicaba

Diocese de Piracicaba

Av. Independência, 1146 – Bairro Higienópolis - Cep: 13.419-155 – Piracicaba-SP - Fone: 19 2106-7575
Desenvolvido por index soluções