“Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura” Mc 16,15

Avós: exemplo para a vida cristã

No próximo dia 26 de julho, a Igreja celebra o dia de São Joaquim e Santa Ana. Os dois santos estão relacionados à figura dos avós, por serem eles pais de Maria e, consequentemente, avós de Jesus. Neste dia também é comemorado o Dia dos Avós.

Assim como São Joaquim e Santa Ana, os avós são muitas vezes exemplos para os netos, devido a fé que eles transmitem. É comum, nas missas, celebrações e encontros nas comunidades, vermos avós acompanhados de neto ou neta ou até mesmo vários netos. Basta ficarmos atentos e observarmos como os avós são exemplos.

Um desses exemplos é a parceria entre Oclélia Maria Theodoro Mendes dos Santos, de 58 anos, e Yasmin Fernanda Rodrigues, de 14. Avó e neta participam da Equipe de Canto da Capela Nossa Senhora de Fátima, em Piracicaba. Yasmin lembra que, quando era pequena, pedia para ir à Igreja com a avó, já que seus pais não frequentavam a comunidade e, ao ver a avó sempre cantando e participando da comunidade, sentiu o chamado para atuar de alguma maneira, nas celebrações. A adolescente conta que começou a participar com cinco anos como coroinha e, atualmente, no coral, é uma das salmistas. “Minha avó é um exemplo de fé e vida para mim e quero estar sempre ao seu lado”, diz Yasmin. Por outro lado, Oclélia afirma, emocionada, que apenas plantou a semente, mas que é o Espírito Santo que conduz a neta ao serviço da Igreja. “Para mim, é gratificante que, em meio as tantas outras coisas que mundo oferece, ela se interesse pelas coisas de Deus e da Igreja”.

 

História de Santa Ana e São Joaquim

Ana era mulher de Joaquim, ambos eram judeus e viviam em Israel, em uma época de ansiedade e tensão, por conta da tão anunciada e esperada promessa da chegada do Messias. Ana, já em idade avançada, não tinha filhos e isso era causa de desgosto e até mesmo vergonha para ela, visto que toda mulher judia, na época, poderia carregar o Salvador em seu ventre. Porém, Joaquim e Ana eram muito devotos, cheios de fé e esperança, nunca deixando de rezar e pedir por esse milagre, até que Ana engravidou.

Eles, definitivamente, foram escolhidos para serem pais daquela que viria a ser a mãe do filho de Deus. Poucos são os dados históricos encontrados sobre eles, mas sabe-se que Maria nasceu, primeiramente, sob o nome de Miriam (em hebraico - Senhora da Luz) e, depois, passou a ser chamada apenas por Maria, no latim. A partir desse dia, toda a vergonha transformou-se em alegria e orgulho, pois Ana e Joaquim ganham o título de pais da Mãe do Filho de Deus. Ana havia prometido que “se Deus vive e se eu conceber um filho ou filha será um dom do meu Deus e eu servirei a Ele por toda a minha vida”. Ela cumpriu a sua promessa e ofereceu Maria a serviço de Deus, no templo, quando ela tinha três anos.

Comemoração e celebração de Santa Ana e São Joaquim

Sabe-se que inicialmente apenas Santa Ana era celebrada, por ser a mãe daquela que viria gerar o filho do Salvador, mas no ano de 1584, São Joaquim também passou a ser celebrado e apenas em 1913 a data foi oficialmente reconhecida pela Igreja Católica como “Dia dos Avós”. Foi no 5º Encontro Mundial da Família, em Valência, na Espanha, que o Papa Bento XVI falou da importância dos avós para as famílias católicas e reforçou o quanto os avós podem ser e na maioria das vezes são a certeza do afeto e da ternura que todo ser humano precisa dar e receber.

Oração aos Avós

“Ó DEUS eterno e todo-poderoso, em vós vivemos, nos movemos e somos. Nós vos louvamos e bendizemos por terdes dado a estes vossos filhos e filhas, nossos queridos vovôs e nossas queridas vovós, uma vida longa com perseverança na fé e em boas obras. Concedei que eles, confortados pelo carinho dos filhos, netos e amigos, se alegrem na saúde e não se deixem abater na doença, a fim de que, revigorados com a vossa bênção, consagrem o tempo da idade madura ao vosso louvor, seguindo os exemplos de São Joaquim e de Santa Ana, que na fidelidade à Palavra de Deus, cumpriu sempre a vontade de servir e de amar a todos. Por Cristo, nosso Senhor. Amém!”

Fonte: www.nossasagradafamilia.com.br
 

Onde estamos

Av. Independência, 1146 – Bairro Higienópolis
Cep: 13.419-155 – Piracicaba-SP
Fone: 19 2106-7575
Falar Conosco

Horários de Funcionamento

Cúria Diocesana

Segunda à Sexta das 08h às 11:30 e das 13h às 17h.

Assessoria de Comunicação

Segunda à Sexta das 13:30 às 17:30

Diocese de Piracicaba