“Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura” Mc 16,15

Reflexão litúrgico-pastoral para o 15º Domingo do Tempo Comum

Amar a Deus e ao próximo – 14 de julho de 2019

 

Amar a Deus e ao próximo: este é o grande mandamento, que resume toda a proposta divina para nós. O amor é o grande sinal dos que amam a Deus e comprometem-se com seu projeto. No serviço aos irmãos é que encontramos Deus, nosso Pai. Esse é o tema da Liturgia da Palavra deste 15º Domingo do Tempo Comum.

Na primeira leitura (Dt 30,10-14), o livro do Deuteronômio ensina que o mandamento divino não está distante de nós, nem acima das nossas forças, mas “perto de ti, na tua boca e no teu coração”, portanto está presente na própria natureza humana. Assim, a Palavra de Deus nos ensina que todos têm condições de cumprir o mandamento.

Na segunda leitura (Cl 1,15-20), o apóstolo São Paulo, na Carta aos Colossenses, apresenta um belíssimo hino de louvor a Cristo. Ele tem o primeiro lugar entre todas as coisas e Deus quis fazer habitar nele toda a plenitude.

No evangelho (Lc 10,25-37), São Lucas apresenta a parábola do Bom Samaritano. Quando o doutor da lei questionou Jesus sobre o que fazer para possuir a vida eterna, o Divino Mestre lhe ordenou seguir o mandamento: amar a Deus e ao próximo. Diante da pergunta do jurista – “E quem é meu próximo?” – Jesus respondeu contando a parábola do “Bom Samaritano”.

A história conta que um homem foi ferido por ladrões que o deixaram no chão meio morto. Passou um sacerdote, viu o ferido e seguiu adiante; da mesma forma um levita. Mas um samaritano, ao ver o pobre homem, compadeceu-se, cuidou dele e levou-o a uma hospedaria, arcando com as despesas de seu tratamento. Ao terminar a parábola, Jesus interrogou ao doutor da lei quem havia sido o próximo daquele que foi ferido. À resposta de que tinha sido o samaritano, Jesus lhe disse: “Vai e faze tu o mesmo.”

Com essa parábola, Jesus nos ensina o que significa “amar o próximo como a nós mesmos”: significa sermos irmãos daqueles que cruzam nossos caminhos. Ensina que o amor se traduz em gestos concretos. E também nos ensina que nosso amor a Deus se manifesta no amor-serviço aos irmãos. 

Onde estamos

Av. Independência, 1146 – Bairro Higienópolis
Cep: 13.419-155 – Piracicaba-SP
Fone: 19 2106-7575
Falar Conosco

Horários de Funcionamento

Cúria Diocesana

Segunda à Sexta das 08h às 11:30 e das 13h às 17h.

Assessoria de Comunicação

Segunda à Sexta das 13:30 às 17:30

Diocese de Piracicaba