“Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura” Mc 16,15

Assembleia dos bispos em Aparecida

Dom Adilson Busin 02/05/2019  |  16:00:49

Entre os dias de 1º a 10 de maio, acontece em Aparecida (SP), a 57ª Assembleia Geral Ordinária da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Neste ano há dois elementos fortes na pauta. A saber: a aprovação das novas diretrizes gerais da evangelização; e a eleição da nova direção da CNBB. Além do presidente, vice e secretário executivo, serão eleitos os presidentes das várias comissões. A dinâmica da pauta prima pela elaboração e aprovação das diretrizes. Depois serão escolhidos os que levarão adiante as comissões da CNBB no próximo quadriênio. Esta assembleia reveste-se de maior expectativa, pois a eleição gera curiosidade, especulação e tendências. Isto é natural. Revela os vários carismas de dons.

Considerados os aspectos práticos e tendências que possam direcionar uma eleição, diante do cenário nacional e interno à própria Igreja Católica no Brasil, cabe sempre recordar que os desafios encontram uma resposta na confissão de fé e na missão da mesma Igreja. Os bispos, como pastores à frente do rebanho, confirmam os fiéis na fé, na esperança e na caridade. Creio que nisto se resume o ser Igreja e sua ação evangelizadora.

Confirmar os irmãos na fé. O que Jesus confiou a Pedro e aos apóstolos também é confiado aos bispos. O ar de incertezas em que viemos, de horizontes anuviados, dispersivos, ou no imanentismo de nossos dias, um mundo sem horizontes, a Igreja confessa e confirma a fé no Senhor. Ressuscitado, Ele rompe o véu da morte mostrando que a vida é o caminho e o horizonte final. Essa é a primeira missão dos bispos: a de confirmar e guiar os irmãos na fé. Ser para o Brasil, a confirmação de Jesus Cristo, o missionário do Pai, veio anunciar a boa nova. Ele, e seu evangelho, é boa notícia para o Brasil dos nossos dias.

Animar na esperança. Se as situações de injustiça, dor, sofrimento e depressão podem curvar nosso olhar apenas para o “aqui e agora”, o olhar da fé alimenta a esperança. Na barca à deriva, o Senhor vem e nos diz “coragem, sou eu!”. Jesus ressuscitado envia os apóstolos dizendo: “Ide sem medo, coragem, eu venci o mundo”. Os bispos são portadores desta esperança. Por isso, muito embora a eleição seja de suma importância, é mister que os que estiverem à frente, sejam animadores da esperança. A CNBB também é convidada pelo Papa Francisco que nos diz: “Não deixemos que nos roubem a esperança!” Esperar com toda fé e com todo amor, no compromisso com este mundo. Os bispos têm a missão de guiar no caminho para a “pátria celeste”.

Testemunhar a caridade: a assembleia é expressão da sinodalidade dos bispos. Fazemos um caminho comum. Ser testemunhas da caridade do Cristo Senhor celebrando e tornando viva a memória de sua doação: “fazei isto em minha memória”. Os bispos celebram juntos todos os dias no Santuário de Aparecida. Da eucaristia brota e nela se alimenta o serviço da Igreja. Uma “Igreja em saída e samaritana” como nos pede Francisco em sua exortação. A caridade é todo serviço de promoção, inserção e inclusão dos irmãos. A Doutrina Social da Igreja nos orienta nesta missão. A nova direção e as novas comissões da CNBB têm esta incumbência de fidelidade à tradição e o cuidado do mundo e dos irmãos, especialmente os mais pobres. Neles o Senhor faz ouvir mais forte seu clamor. A justiça, a caridade e a paz são expressão de nosso acreditar. Os bispos são pastores e servos. A fidelidade na caridade e a fidelidade na doutrina andam juntas. Na confissão do amor, Jesus confia a Pedro a missão “Apascenta meu rebanho”.

Pedimos a unidade de preces para nossa assembleia. Que o Espírito nos ilumine e indique o caminho. A Mãe Aparecida proteja a Igreja e a pátria brasileira.

Dom Adilson Busin
Bispo auxiliar de Porto Alegre 

Onde estamos

Av. Independência, 1146 – Bairro Higienópolis
Cep: 13.419-155 – Piracicaba-SP
Fone: 19 2106-7575
Falar Conosco

Horários de Funcionamento

Cúria Diocesana

Segunda à Sexta das 08h às 11:30 e das 13h às 17h.

Assessoria de Comunicação

Segunda à Sexta das 13:30 às 17:30

Diocese de Piracicaba