“Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura” Mc 16,15

Mensagem do Papa para o 56° Dia Mundial de Oração pelas Vocações

11/03/2019  |  14:24:39

No início da sua Mensagem, o Papa recordou os dois grandes eventos, que se realizaram recentemente na Igreja: o Sínodo dedicado aos jovens, em outubro de 2018, e a 34ª Jornada Mundial da Juventude no Panamá. Estes dois eventos permitiram à Igreja dar ouvidos à voz do Espírito e também à voz dos jovens, aos seus interrogativos, às suas fadigas e esperanças.
Por isso, neste Dia Mundial de Oração pelas Vocações, Francisco retoma o que partilhou com os jovens no Panamá e reflete sobre a chamada do Senhor, que nos torna portadores de uma promessa e, ao mesmo tempo, nos pede coragem de arriscar com Ele e por Ele.

Logo, promessa e risco: dois aspetos que o Papa propõe aos jovens ao contemplar o trecho evangélico da vocação dos primeiros discípulos às margens do Lago da Galileia.

Dois irmãos, Simão e André, junto com Tiago e João se ocupam da faina diária de pescadores. Nesta cansativa profissão, aprenderam as leis da natureza, desafiando-as quando os ventos eram contrários e as ondas agitavam os barcos. Em certos dias, a pesca abundante recompensava da árdua fadiga, mas, outras vezes, o trabalho de uma noite inteira de pesca não bastava para encher as redes e voltavam para casa, cansados e decepcionados.

Como na história de cada vocação, também neste caso acontece um encontro: no seu caminho, Jesus encontra aqueles pescadores e se aproxima deles. A mesma coisa acontece para quem escolhe compartilhar sua vida no matrimônio ou quando sente o fascínio da vida consagrada. Trata-se da surpresa de um encontro e da promessa de uma alegria, capaz de saciar a nossa vida.

De fato, Jesus não demorou a fazer a sua “promessa” àqueles pescadores: «Farei de vocês pescadores de homens».

Contudo, a chamada do Senhor não é uma ingerência de Deus na nossa liberdade; não é uma jaula ou um peso que devemos carregar. Pelo contrário, é a iniciativa amorosa com que Deus vem ao nosso encontro e nos convida a participar de um grande projeto.

A vocação é um convite a não ficarmos parados na praia com as redes na mão, mas a seguir Jesus no seu caminho, para a nossa felicidade e para o bem dos que nos rodeiam.

Claro, aceitar a sua promessa requer coragem de “arriscar”. De fato, os primeiros discípulos, “deixaram logo as redes e seguiram Jesus”. Aceitar a chamada do Senhor quer dizer deixar-se envolver totalmente e “correr o risco” de enfrentar um desafio inédito; é preciso deixar tudo o que nos impede de fazer uma escolha definitiva; é preciso audácia para descobrir o projeto que Deus tem para nós. Devemos confiar na promessa do Senhor.

No encontro com o Senhor, alguém pode sentir-se chamado à vida consagrada ou ao sacerdócio. Trata-se de uma descoberta que entusiasma e, ao mesmo tempo, assusta para se tornar “pescadores de homens” no barco da Igreja, dedicando-se totalmente ao serviço do Evangelho e dos irmãos, colaborando assim com a sua obra. Não há maior alegria do que arriscar a vida pelo Senhor!

O Santo Padre conclui a sua Mensagem com um apelo aos jovens: “Não sejam surdos à chamada do Senhor! Se Ele os chamar, não se oponham, mas confiem nele. Não se deixem contagiar pelo medo, que nos paralisa, diante da proposta do Senhor. Lembrem-se sempre que o Senhor promete, aos que deixam tudo para segui-lo, a alegria de uma vida nova, que enche o coração e anima nosso caminho”.

“Porém, nem sempre é fácil discernir a própria vocação e orientar a própria a vida. Por isso, os jovens devem poder contar com a Pastoral juvenil e vocacional, que ajude os ajude a descobrir o projeto de Deus, especialmente através da oração, meditação da Palavra de Deus, adoração eucarística e direção espiritual”.

Neste Dia Mundial de Orações pelas Vocações, o Papa nos convida a pedir ao Senhor que nos ajude a descobrir o seu projeto de amor e que nos dê a coragem de arriscar a empreender o caminho da sua sequela.

Íntegra da Mensagem do Papa para o Dia Mundial de Oração pelas Vocações -12 de maio de 2019 - IV Domingo da Páscoa

Fonte: Vatican News

Onde estamos

Av. Independência, 1146 – Bairro Higienópolis
Cep: 13.419-155 – Piracicaba-SP
Fone: 19 2106-7575
Falar Conosco

Horários de Funcionamento

Cúria Diocesana

Segunda à Sexta das 08h às 11:30 e das 13h às 17h.

Assessoria de Comunicação

Segunda à Sexta das 13:30 às 17:30

Diocese de Piracicaba