“Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura” Mc 16,15

Beata Irmã Dulce, o “Anjo bom da Bahia”, será proclamada Santa

14/05/2019  |  11:09:07

A Bem-Aventurada Dulce dos Pobres será proclamada santa! O decreto que reconhece o segundo milagre atribuído à intercessão de Irmã Dulce foi promulgado pelo Papa Francisco. A religiosa será a primeira santa nascida no Brasil e a sua canonização será a mais rápida da história. A notícia foi divulgada, oficialmente, na manhã desta terça-feira (14), pelo Vaticano.

O milagre validado pelo Vaticano passou por três etapas de avaliação: uma reunião com peritos médicos (que deram o aval científico), com teólogos, e, finalmente, a aprovação final do colégio cardinalício, tendo sua autenticidade reconhecida de forma unânime em todos os estágios. É importante ressaltar que uma graça só é considerada milagre após atender a quatro pontos básicos: a instantaneidade, que assegura que a graça foi alcançada logo após o apelo; a perfeição, que garante o atendimento completo do pedido; a durabilidade e permanência do benefício e seu caráter preternatural (não explicado pela ciência).

Diante desta notícia, as Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) convidam fiéis, devotos e admiradores da Bem-Aventurada para uma Missa em Ação de Graças pela Canonização, que será celebrada hoje (dia 14), às 16h, no Santuário da Imaculada Conceição da Mãe de Deus (Avenida Dendezeiros do Bonfim, 161). Antes, às 15h30, haverá um abraço em torno do Santuário.

Irmã Dulce

Nascida em 26 de maio de 1914, na cidade de Salvador, Maria Rita começou a manifestar interesse pela vida religiosa desde cedo, ainda no início da adolescência. Aos 13 anos de idade, já atendia doentes no portão de sua casa, no bairro de Nazaré. Sempre com muita fé, amor e serviço, o Anjo Bom iniciou na década de 1930 um trabalho assistencial nas comunidades carentes, sobretudo nos Alagados, conjunto de palafitas que se consolidara na parte interna do bairro de Itapagipe, na capital baiana.

Em 1949, Irmã Dulce ocupou um galinheiro ao lado do convento, após a autorização de sua superiora, com os primeiros 70 doentes. A iniciativa marca as raízes da criação das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), instituição que abriga hoje um dos maiores complexos de saúde 100% SUS do país, com 3,5 milhões de atendimentos ambulatoriais por ano. Irmã Dulce faleceu no dia 13 de março de 1992, aos 77 anos, e está atualmente em processo de Canonização. Para ser canonizada (declarada Santa) é necessária a comprovação de mais um milagre atribuído à freira baiana.

Fonte: site da Arquidiocese de Salvador

Onde estamos

Av. Independência, 1146 – Bairro Higienópolis
Cep: 13.419-155 – Piracicaba-SP
Fone: 19 2106-7575
Falar Conosco

Horários de Funcionamento

Cúria Diocesana

Segunda à Sexta das 08h às 11:30 e das 13h às 17h.

Assessoria de Comunicação

Segunda à Sexta das 13:30 às 17:30

Diocese de Piracicaba