“Eu te constituí como luz das nações para levares a salvação até os confins da terra” (At 13,47)
“Eu te constituí como luz das nações para levares a salvação até os confins da terra” (At 13,47)
Brasil e Mundo

A evangelização e as novas Diretrizes

Publicado em 4 de novembro de 2019 - 14:20:49

Igreja no Brasil recebeu as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE), 2019 – 2023, na 57ª Assembleia dos Bispos, realizada em Aparecida (SP), no mês de Maria. Certamente, as dioceses, como as do Regional Sul 1, na sua maioria, já refletiram e se esforçam para colocarem em prática as novas perspectivas contidas no Documento 109 da CNBB.

Este Documento de leitura agradável, testemunha o esforço da Igreja no Brasil em centrar-se em aspectos essenciais de sua experiência eclesial bimilenar, para responder aos desafios impostos pelo atual contexto, com as marcas do grande espectro de crises que rondam o cotidiano da sociedade.

A casa, figura estruturante das novas Diretrizes, aparece com frequência nas atividades de Jesus narradas pelos evangelistas, e nesse ambiente floresceram as primeiras comunidades. Resgatar a imagem da casa é importante, apesar da fragmentação familiar, pois expressa um significado inequívoco acerca das relações que devem caracterizar os discípulos de Jesus.

Entretanto, esta casa só pode ser compreendida como construção de Deus, pois o alimento da comunidade no seu interior é fruto do gesto de amor incondicional do Filho de Deus na cruz. A Palavra e o Pão, suscitam nos frequentadores da casa a Caridade e a disponibilidade para o envio e a partilha da alegria única da vida nova cultivada nesta habitação.

Deter o olhar nestes elementos propostos pelas Diretrizes possibilita uma melhor compreensão do anúncio da vida e missão das comunidades dos seguidores de Jesus Cristo. Isto contribui para os integrantes das comunidades oferecerem uma experiência atrativa para os de fora, quer para os batizados não praticantes, quer para aqueles cuja fé cristã se tornou sem sentido. Além disso, esta experiência da vida nova na casa, pode contribuir no processo de “conversão pastoral”, com a revisão, sob esta ótica, das configurações pastorais e estruturais da Igreja.

Os chamados e enviados terão na experiência da fraternidade da casa um projeto belo e edificante, adaptável e expressivo aos diversos ambientes do convívio das pessoas para lhes propor. Tal proposta se reveste de boa notícia, dado que responde à crescente preocupação de se viver a alteridade, sobretudo face à diversidade. Esta dificuldade de relacionamento acirra conflitos e divisões no tecido social, exclui grupos e empobrece o horizonte existencial das pessoas.

Esse contexto clama às comunidades eclesiais missionárias, alicerçadas em Jesus Cristo, urgência na semeadura do amor vivido na casa, com o anúncio da fraternidade vivida na casa, na qual as debilidades e diferenças humanas são integradas na comunhão do amor de Deus.

Como Deus habita a cidade, esta mensagem anunciada no contexto da cultura urbana, terá acolhida e contribuirá na superação das situações causadoras de danos à vida, e encontro do caminho da justiça e da paz.

Por Dom Luiz Carlos Dias
Bispo Auxiliar de São Paulo e Secretário do Regional Sul 1 da CNBB 

Horário de Funcionamento

Cúria Diocesana

Segunda a Sexta das 8h às 11h30 e das 13h às 17h.

Assessoria de Comunicação

Segunda a Sexta das 13h30 às 17h30 Diocese de Piracicaba

Diocese de Piracicaba

Av. Independência, 1146 – Bairro Higienópolis - Cep: 13.419-155 – Piracicaba-SP - Fone: 19 2106-7575
Desenvolvido por index soluções