“Eu te constituí como luz das nações para levares a salvação até os confins da terra” (At 13,47)
“Eu te constituí como luz das nações para levares a salvação até os confins da terra” (At 13,47)

Criação da Diocese

Nossa diocese foi criada em 26 de fevereiro de 1944, pela Bula “Vigil Campinensis Ecclesiae”, do Papa Pio XII, com território integralmente desmembrado da então Diocese de Campinas. O Núncio Apostólico, Dom Bento Aloisi Masella, assinou, em 6 de junho de 1944, o decreto de instalação.

A cerimônia solene de instalação da diocese ocorreu no dia 11 de junho do mesmo ano, no encerramento do Congresso Eucarístico Regional de Piracicaba, pelo Núncio Apostólico. Esse Congresso Eucarístico foi realizado de 4 a 11 de junho de 1944. Foi o primeiro de uma série de quatro promovidos pela Diocese de Campinas, à qual Piracicaba pertencia, como preparação ao grande Congresso Eucarístico Provincial (de âmbito estadual) que aconteceu em Campinas no ano de 1946. Os outros três congressos preparatórios foram em Mogi Mirim, Pirassununga e Amparo.   

Logo após a missa pontifical, presidida pelo Núncio Apostólico, no encerramento do Congresso Eucarístico, foi realizada a cerimônia de instalação da diocese. Na foto, o Mons. S. Portalupi, secretário do Núncio, faz a leitura do decreto que executou a bula do Papa Pio XII, criando a diocese. 

Também foi lido o decreto de nomeação do Administrador Apostólico Dom Paulo de Tarso Campos, datado de 6 de junho de 1944.

Um jovem sacerdote – o Padre José Nardin – teve destacada atuação no Congresso Eucarístico. Ele foi mestre-de-cerimônia e animador. Também teve a incumbência de saudar o Núncio Apostólico 

O congresso constou de muitas atividades, sempre com a participação de um grande número de fiéis. Após a abertura, no dia 4, os três dias seguintes foram de celebrações nas paróquias. Nos demais dias, as atividades foram na praça da Matriz de Santo Antônio. Na parte da manhã, celebravam-se missas, cada dia era dedicado a um grupo social: crianças, jovens, mulheres e homens. Na época, as missas podiam ser celebradas de manhã ou a partir da meia-noite. A missa dos homens, no dia 10, iniciou-se à meia-noite. A parte da tarde era reservada a confissões e aconselhamentos espirituais.

Nos dias 8, 9 e 10, à noite, aconteceram as sessões solenes, com conferências proferidas por padres e leigos e músicas apresentadas por corais, tudo centrado na Eucaristia.

Na escadaria da matriz montou-se o altar para a celebração do congresso

Da sessão solene do dia 10, participou o Núncio Apostólico Dom Bento Aloisi Masella, que foi saudado pelo Padre José Nardin. O núncio chegou à cidade nesse dia, sendo recebido festivamente na estação ferroviária da Paulista. No dia 11, de manhã, presidiu à missa de encerramento do Congresso e à cerimônia de instalação da diocese.

PROCISSÃO EUCARÍSTICA - Após a missa celebrada de manhã, as cerimônias de encerramento do Congresso prosseguiram à tarde, com uma procissão eucarística que percorreu várias ruas centrais. O Santíssimo foi levado num carro-andor, artisticamente decorado, que foi doado pela Paróquia Imaculada Conceição, de Piracicaba, cujo pároco era o conhecido e estimado Monsenhor Jerônimo Gallo.

O Cônego Aníger Francisco de Maria Melillo faz a leitura na missa de encerramento do Congresso. 16 anos depois, ele será bispo de Piracicaba

 

No carro-andor, o Santíssimo é levado pelo Núncio Apostólico na procissão que marcou o encerramento do Congresso Eucaristico

   
     

Horário de Funcionamento

Cúria Diocesana

Segunda a Sexta das 8h às 11h30 e das 13h às 17h.

Assessoria de Comunicação

Segunda a Sexta das 13h30 às 17h30 Diocese de Piracicaba

Diocese de Piracicaba

Av. Independência, 1146 – Bairro Higienópolis - Cep: 13.419-155 – Piracicaba-SP - Fone: 19 2106-7575
Desenvolvido por index soluções