“Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura” Mc 16,15

Outros registros

Cemitério Parque da Ressurreição

A 13 de maio de 1971, após consultar o Conselho de Presbíteros e o clero, o bispo Dom Aníger Francisco de Maria Melillo deu início à construção do Cemitério Parque, no Bairro Água Branca, no terreno adquirido em 1951 por Dom Ernesto, que pretendia construir lá um prédio para abrigar o seminário diocesano.

A construção e a administração do cemitério foram entregues à empresa CEMPLA. Posteriormente, rescindido o contrato com essa empresa, o cemitério passou a denominar-se Comunidade Religiosa do Cemitério Parque da Ressurreição, sob a direção da diocese. Ele foi inaugurado em 1º de agosto de 1971. Atualmente tem como administrador Osvair Antonio Peron.

Relíquias de Santo Antônio

Em 1999, de abril a novembro, duas relíquias de Santo Antônio estiveram em peregrinação por muitas cidades brasileiras. De 5 a 8 de maio, as relíquias estiveram na Diocese de Piracicaba. Uma permaneceu em Piracicaba, e outra foi levada em peregrinação pelas regiões pastorais, visitando Rio Claro, Santa Bárbara e Capivari.

A vinda das relíquias antonianas foi marcada por celebrações, confissões, pregações a partir dos sermões de Santo Antônio, procissões e outras atividades. Foi um grande acontecimento para a história da diocese, homenageando seu padroeiro, o grande santo que marcou sua vida pelo amor à Palavra de Deus e aos pobres.

Cartilhas políticas

Em agosto de 1982, a diocese lançou sua Cartilha de Orientação Política em vista das primeiras eleições gerais após o período da ditadura militar (nessas eleições só não se elegeu o presidente). Dom Eduardo divulgou-a também no Rio de Janeiro, sendo noticiado pelo jornal “O Estado de São Paulo”, de 26 de agosto de 1982.

Em 1986, uma equipe diocesana elaborou uma cartilha popular sobre constituinte e constituição, lançada em agosto desse ano. A “Cartilha sobre a Constituinte” foi editada pelas Edições Paulinas, como publicação da Província Eclesiástica de Campinas, que abrangia, na época, as dioceses de Campinas, Piracicaba, São Carlos, Bragança Paulista e Limeira.

A Pastoral Operária preparou, em 1988, subsídios para três reuniões de comunidades, com o título “A missão do cristão na política”.

Outra cartilha, publicada em 6 de agosto de 1994, tinha o título de “A força do voto”. Foi elaborada pela Equipe Diocesana de Cristãos Leigos.

Em 2004, a Equipe Diocesana de Cristãos Leigos elaborou uma pequena cartilha sobre o combate à corrupção eleitoral, comentando a Lei 9840, e apresentando os 10 mandamentos do eleitor.

Igreja-irmã

A partir de 1981, como dimensão missionária especial da nossa diocese, foi implantado o projeto Igreja-irmã com a Prelazia de Coxim (hoje diocese), pela qual nossa diocese oferece cooperação pastoral e apoio financeiro.

No dia 20 de agosto de 1981, durante reunião do clero, Dom Eduardo e Dom Clóvis Frainer firmaram acordo transformando a Diocese de Piracicaba e a Prelazia de Coxim em igrejas-irmãs.

No dia 13 de dezembro de 1989, na Catedral, foi celebrada a missa de envio do Padre Antonino Migliore que, em janeiro do ano seguinte, assumiria a Paróquia de Sonora, município da Prelazia de Coxim (MS). A ida do sacerdote fez parte do projeto Igrejas-irmãs. Hoje ele é o bispo diocesano de Coxim.

No dia 18 de maio de 2003, na celebração solene de ação de graças pelos 25 anos da prelazia, foi instalada a Diocese de Coxim e Dom Antonino tornou-se seu primeiro bispo diocesano.

Instituições de ensino

A diocese já manteve duas instituições de ensino. Dom Aníger Francisco de Maria Melillo, segundo bispo diocesano, criou a Faculdade de Serviço Social. O decreto de autorização do MEC (nº 51.911) foi publicado em 17 de abril de 1963 e o reconhecimento oficial (decreto 58.657) ocorreu a 16 de junho de 1966. Esteve sob a responsabilidade da diocese até 1984.

No ano seguinte, a instituição passou a ser administrada pelo Instituto “Maria Imaculada”. Em outubro de 1985, o Conselho Federal de Educação aprovou a transferência de mantenedora da faculdade.

O Colégio Comercial “Imaculada Conceição” foi criado no dia 8 de fevereiro de 1964, por Dom Aníger. Funcionou no prédio do antigo seminário diocesano, ao lado da matriz de Vila Rezende, em Piracicaba. Encerrou suas atividades no final de 1986.

Onde estamos

Av. Independência, 1146 – Bairro Higienópolis
Cep: 13.419-155 – Piracicaba-SP
Fone: 19 2106-7575
Falar Conosco

Horários de Funcionamento

Cúria Diocesana

Segunda à Sexta das 08h às 11:30 e das 13h às 17h.

Assessoria de Comunicação

Segunda à Sexta das 13:30 às 17:30

Diocese de Piracicaba