“Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura” Mc 16,15

Natureza e missão

A CNBB está dividida em 17 Conselhos Episcopais Regionais (CONSER), conhecidos como Regionais.

O Conselho Episcopal Regional Sul-1 é um organismo que congrega todos os bispos que exercem sua missão no Estado de São Paulo.

Segundo seu Regulamento, o Regional Sul-1, “expressão da colegialidade episcopal, é órgão da CNBB e congrega os bispos que cumprem sua missão no Estado de São Paulo.” Tem por finalidade: fomentar o afeto colegial, o relacionamento, a ajuda recíproca e solidária e a ação comum entre os bispos do Regional; promover o estudo e a aplicação das diretrizes emanadas pela Santa Sé e pela CNBB; planejar e promover a pastoral orgânica regional, em sintonia com a nacional, bem como entre as Igrejas Particulares do Regional; coordenar as atividades do Regional com as nacionais da CNBB, mantendo com esta a comunhão eclesial e a corresponsabilidade pastoral; estudar assuntos de interesse eclesial e social do Regional, posicionar-se e atuar junto e/ou em parceria com o poder público, a serviço do bem comum, e dar conhecimento disso à Presidência da CNBB; definir os participantes de suas reuniões; propor candidatos ao episcopado; interessar-se pela situação dos bispos eméritos das Igrejas Particulares do Regional, residentes ou não, bem como de outros aí residentes.

SUB-REGIÕES - O Regional Sul-1 organiza-se em oito Sub-regiões Pastorais (conhecidas como Sub-regionais): Aparecida, Botucatu, Campinas, Ribeirão Preto I, Ribeirão Preto II, São Paulo I, São Paulo II e Sorocaba. A elas compete: promover o intercâmbio e partilha entre as Igrejas Particulares e a reflexão de temas pastorais; encaminhar à Comissão Episcopal Representativa assuntos pastorais que devam ser tratados em âmbito Regional; opinar sobre a pauta da Assembleia do Conselho Episcopal Regional; levar à Assembleia do Conselho Episcopal Regional sugestões relativas à pastoral.

ASSEMBLEIA DAS IGREJAS - Convocada pela presidência do Regional Sul-1, celebra-se, normalmente uma vez por ano, a Assembleia das Igrejas Particulares, com a participação dos bispos, dos coordenadores diocesanos de pastoral, de representantes dos presbíteros, diáconos, religiosos e leigos. É o órgão que expressa a comunhão, a participação e a missão das arquidioceses e dioceses do Regional, contribuindo para reflexão sobre a vida da Igreja, a troca de experiências entre as diversas circunscrições e a proposta de pistas comuns de ação, em vista de um consenso na pastoral orgânica, em nível regional.

Dioceses e arquidioceses

No estado de São Paulo, existem 6 arquidioceses e 35 dioceses; há também 2 eparquias e 1 exarcado apostólico.

Diocese é “a porção do povo de Deus confiada a um bispo para que a pastoreie em cooperação com o presbitério, de tal modo que, unida a seu pastor e por ele congregada no Espírito Santo mediante o Evangelho e a Eucaristia, constitua uma Igreja particular, na qual verdadeiramente está e opera a una, santa, católica e apostólica Igreja de Cristo.”  (Concílio Vaticano II – Decreto “Christus Dominus”, 11).

Arquidiocese é uma diocese de particular importância, governada por um bispo, revestido da dignidade de arcebispo. A arquidiocese é metropolitana quando tem também a característica de ser o centro de uma Província Eclesiástica. Neste caso, seu pastor tem o título de arcebispo metropolitano ou metropolita; a arquidiocese é também sede metropolitana.

Eparquia é o termo usado, nas Igrejas de rito oriental, para designar o correspondente à diocese. O pastor que a dirige tem o título de eparca. Em São Paulo, existem duas: Eparquia Nossa Senhora do Líbano para os fiéis de Rito Maronita e Eparquia Nossa Senhora do Paraíso para os fiéis de Rito Greco-melquita.

Exarcado é uma eparquia em formação; o pastor tem o título de exarca. Em São Paulo há o Exarcado Apostólico para os fiéis de Rito Armênio residentes na América Latina e no México.

Província Eclesiástica

Província Eclesiástica é uma reunião de Igrejas diocesanas para se promover a ação pastoral comum e para se estimularem as relações dos bispos entre si. A primeira diocese da província é a arquidiocese, cujo pastor é chamado arcebispo metropolitano ou metropolita. É ele quem preside a Província Eclesiástica, formada pela arquidiocese (chamada sede metropolitana) e pelas outras dioceses (chamadas sufragâneas).

No estado de São Paulo são seis províncias eclesiásticas, que têm como sedes metropolitanas as arquidioceses de São Paulo, Campinas, Aparecida, Sorocaba, Botucatu e Ribeirão Preto. A Província Eclesiástica de São Paulo foi criada em 1908; a de Sorocaba em 1992; as demais em 1958.

A Província Eclesiástica de Campinas compreende a arquidiocese de Campinas e as dioceses de Piracicaba, Amparo, Bragança Paulista, Limeira e São Carlos.

Onde estamos

Av. Independência, 1146 – Bairro Higienópolis
Cep: 13.419-155 – Piracicaba-SP
Fone: 19 2106-7575
Falar Conosco

Horários de Funcionamento

Cúria Diocesana

Segunda à Sexta das 08h às 11:30 e das 13h às 17h.

Assessoria de Comunicação

Segunda à Sexta das 13:30 às 17:30

Diocese de Piracicaba